SHARE
Campinas participa a partir desta sexta-feira, dia 24 de novembro, da campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher” com uma atividade de conscientização na Praça Rui Barbosa, s/nº, das 9h às 16h. Haverá atendimento psicossocial, orientação jurídica, além de apresentações culturais. O objetivo é promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo, dentro da campanha mundial criada por mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (Center for Women’s Global Leadership – CWGL), em 1991.

As atividades em Campinas serão organizadas pela Coordenadoria da Mulher e pelo Centro de Referência e Apoio à Mulher (Ceamo) da Secretaria Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Cidadania e pela Rede da Mulher. Haverá tendas para atendimento psicossocial e acolhimento pelo Ceamo, além de equipes da Defensoria Pública e OAB Campinas para orientações jurídicas. Uma equipe do programa municipal de DST/Aids também participará da atividade, distribuindo preservativos, além de dar palestras explicativas.
As atrações culturais ficam por conta da banda da Polícia Militar, do coral do Tênis Clube e do grupo de hip hop Fierce Dance. Entre as atividades preventivas também está a distribuição de material informativo para esclarecer o que é violência doméstica de gênero e quais são os serviços de apoio e orientação disponíveis na cidade de Campinas.
Lagoa do Taquaral
 No domingo, dia 3 de dezembro, haverá uma nova atividade, desta vez na Lagoa do Taquaral (em frente ao 4º Distrito Policial), das 8h às 14h. Haverá oficina de ioga, de confecção de pipas, apresentação de dança do ventre e brinquedos para crianças (pula-pula). O Ceamo, a Defensoria Pública e a OAB também participarão.
Segundo a coordenadora da Mulher, Elza Montali, o período escolhido para a campanha é bastante simbólico, já que se inicia no dia 25 de novembro, declarado como o Dia Internacional de Não Violência Contra as Mulheres, e finaliza no dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. “Desta forma, é feita uma vinculação entre a luta pela não violência contra as mulheres e a defesa dos direitos humanos”.
Atualmente, cerca de 150 países desenvolvem esta Campanha.  No Brasil, a campanha é realizada desde 2003 por meio de ações de mobilização e esclarecimento sobre o tema. O início da campanha foi antecipado para o dia 20 de novembro – Dia da Consciência Negra – “pelo reconhecimento da opressão e discriminação históricas contra a população negra e, especialmente, as mulheres negras brasileiras que são as principais vítimas da violência de gênero”, afirma Elza.
 Programação:
Campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”
Data: 24 de novembro
Endereço: Praça Rui Barbosa, s/nº (na Rua 13 de maio, atrás da Catedral)
Abertura – 9h
Banda da Polícia Militar – 10h30
Coral Tênis Clube – 14h
Hip Hop Fierce Dance – 15h30
Participação Defensoria Pública, Coordenação municipal de DST/AIDS
Brinquedos para crianças

LEAVE A REPLY