SHARE
Desafios e soluções para a conservação dos recursos hídricos e o direito universal ao saneamento básico serão debatidos 

O Consórcio PCJ realiza nesta quarta-feira, dia 24 de abril, em Campinas (SP), o quarto encontro regional do projeto Gota d’Água 2019, organizado pelo Programa de Educação e Sensibilização Ambiental da entidade. Sede da segunda maior Região Metropolitana do Estado de São Paulo, Campinas vai reunir no evento educadores, representantes de Meio Ambiente e Educação e gestores de saneamento e abastecimento de água do município e também de cidades vizinhas. Com o tema “Desafio Água e Saneamento”, o projeto terá nesta edição a soma de novos municípios participantes, graças à parceria inédita com a ARES-PCJ, que levará o Gota d’Água para cidades reguladas pela agência.
Com cerca de 1 milhão e 200 mil habitantes, Campinas é cortada por quatro rios principais: Capivari, Jaguari, Capivari-Mirim e Atibaia. Este último manancial é responsável pelo abastecimento de 95% da água no município e, ao unir-se ao Jaguari, forma o rio Piracicaba.
Assim como nos eventos anteriores realizados em Amparo, Ribeirão Preto e Atibaia, neste quarto encontro regional do Gota d’Água as atenções se voltam à gestão da água e ao direito universal ao saneamento básico. Uma pesquisa divulgada pelo Instituto Trata Brasil indica que 97,85% da população de Campinas é beneficiada com água tratada. O fato coloca o município na 18ª posição no Ranking do Saneamento Básico das 100 maiores cidades do Brasil. De acordo com a Sanasa, empresa que administra o serviço de água e esgotos no município, 90% do esgoto da cidade é tratado.
No encontro de Campinas, os participantes terão a oportunidade de conhecer as experiências anteriores do Gota d’Água. Poderão ainda expor realidades regionais, compartilhar ideias e fazer sugestões a respeito dos temas.
 Esta edição do Gota d’Água, que celebra a parceria inédita entre o Consórcio PCJ e a ARES-PCJ, destaca a importância do trabalho conjunto para difundir as ações da agência reguladora. Pesquisa recente indica que somente 2% da população sabe quais são as atribuições da entidade. Entre todas as competências, além de praticar a regulação das tarifas, a agência fiscaliza a qualidade da água tratada distribuída às comunidades.

LEAVE A REPLY