SHARE

A partir do ano letivo de 2019 a tradicional Escola Estadual Dom Nery adota o regime de ensino em tempo integral. Com a mudança, a escola passa a fazer parte do Programa de Ensino Integral (PEI) do Ensino Médio, incentivado pelo Ministério da Educação (MEC).
Para a primeira etapa serão oferecidas cerca de 315 vagas, nas 9 salas de aula. Entretando, se houver uma demanda maior esse número poderá aumentar. Alunos novos e todos alunos já matriculados na escola no Ensino Médio terão direito a vagas, porém eles têm a opção de ficar ou não.
A nova medida valerá para estudantes do 1º, 2º e 3º anos de Ensino Médio e o objetivo da educação em tempo integral é proporcionar um melhor aproveitamento da atual grade curricular com reforço de displinas. Atendendo uma jornada de mais horas/aula por dia, o programa aderido peloDom Nery incluirá disciplinas eletivas, como Prática de Ciências, Orientação de Estudo, Projeto de Vida, Preparação Acadêmica, Mundo do Trabalho, além das disciplinas que já constam no tempo regular.
Somente a partir de janeiro de 2019 é que a demanda será real para saber se haverá necessidade de aumentar o quadro de professores. “Na verdade há uma reformulação no quadro de professores, uma vez que eles têm a opção também de não participar do programa. Caso precise de mais professores, esses serão contratados segundo uma lista de classificação de docentes que se credenciaram e foram avaliados na Diretoria de Ensino para integrarem o programa”, explica Luciana Gisele dos Santos, diretora da Escola Dom Nery.
O MEC destina recursos financeiros para a escola que adere ao PEI, para investir numa adequação da unidade para atender ao programa. O valor ainda não foi liberado à administração do Dom Nery.
Informações: (19) 3241-6891 ou na Rua Erasmo Braga, 555, Jardim Chapadão, em Campinas.

LEAVE A REPLY