SHARE

Em Campinas, as vendas de Natal de 2017 foram mais ativas frente às vendas de Natal de 2016 em 3,55%. Foi o primeiro ano de crescimento após dois anos consecutivos de perdas de (-1,5%) em 2015 e de (-2,5%) em 2016. Foram movimentados R$ 2,490 bilhões.

Na Região Metropolitana, o acréscimo nas vendas foi de 3,50%, representando um volume de R$ 5,877 bilhões.

As compras a prazo foram as que mais cresceram frente às compras a vista em cerca de 6,0%, demonstrando uma liberação de crédito do sistema financeiro, em função das reduções das taxas de juros, conforme deliberação do Banco Central, na determinação da Taxa Básica (Selic) em 7,0% ao ano.

Destaca-se, também este ano, uma melhor performance do e-commerce, que movimentou 8,5% das compras das lojas físicas, que foram as que mais movimentaram, até aqui as vendas no Varejo em Campinas e Região.

O valor do presente médio também sofreu uma elevação de 5,7% em relação aos R$ 265,00 de 2016, chegando a R$ 280,00.

Os brinquedos tiveram a maior procura (6,5%), seguidos dos eletroeletrônicos (6,0%), vestuários e calçados (5,0%) e eletrodomésticos (4,0%).  Os celulares continuam sendo o aparelho, individualmente, o mais procurado.

Observa-se também, uma boa contratação de temporários, em Campinas, que se expandiu em 3,5% em relação a 2016.  Os shoppings centers foram os que mais contrataram, cerca de 3.700, num total previsto de 6.680 temporários.

Fica claro que a melhoria dos indicadores econômicos, juntamente com um fluxo financeiro, como: FGTS/Inativo, PIS/PASEP e 13º salário que tornaram melhores, o poder de compra neste final de ano, tornando-se uma melhora pontual frente à crise Econômica e Política porque passa, ainda, o País.

LEAVE A REPLY