SHARE

   Nesta segunda semana de julho, o Sesc Campinas abre espaço para a diversidade musical, com o Cello Samba Trio, do violoncelista Jaques Morelenbaum, executando vários sucessos da MPB; com a dupla de violonistas Mandrágora, embalando o público com canções instrumentais, muita world music e inúmeros ritmos latinos; e com os violeiros Ricardo Vignini e Zé Helder adaptando clássicos do Led Zeppelin e do rock em geral para a viola caipira.

Além da programação musical, será lançado o curta-metragem “Na Trilha do Boi Falô”, que procura identificar os contextos onde a lenda é transmitida e como ela se relaciona com a questão racial brasileira, e diversão e aprendizado a valer com diversos exercícios para toda a criançada.

DIA 9/7 | terça-feira

CELLO SAMBA TRIO

Com Jaques Morelenbaum, violoncelo; Lula Galvão, violão; e Rafael Barata, bateria e percussão.

Dia 9/7 (feriado), terça, às 18h. 14 anos.

Local: Teatro.

Valores: R$ 9,00 [trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes (Credencial Plena)], R$ 15,00 [aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante] e R$ 30,00 [demais interessados]. Ingressos à venda no portal sescsp.org.br/campinas e nas bilheterias das unidades.

DIA 10/7 | quarta-feira

 BRINCADEIRAS AFRICANAS

Com Coletivo Espelho Espelho Meu. Apresenta brincadeiras de diversas partes do continente africano. De forma lúdica, estimula a discussão das questões que envolvem oracismo estrutural em nossa sociedade com as crianças. Esta atividade integra o projeto “DO 13 ao 20: (Re) Existência do Povo Negro”.

Dias 10 e 17/7, quartas, das 16h às 18h e 19/7, sexta, das 14h às 16h. Para crianças a partir de 4 anos.

Local: Jardim do Galpão. Grátis.

MIRA

Bailarinos criadores: Audrey Lyra, Amanda Negrão, Ana Laura Queiroz, Catu Nader, Beatriz Borghi, Carolina Gasquez, Carol Ormelezi, Giovanna Herrera, Letícia Bergamo, Luma Canepa, Natália Bíscaro, Thayná Cardoso, Thaís Esteves, Victor Caramigo.Trilha sonora: Anderson Kaltner.

As ideias que movem a obra são as possibilidades de dinâmicas nos encontros e enfrentamentos entre si e o outro. Corpos que estão no mundo e ao mesmo tempo passam imperceptíveis por ele. Confrontamo-nos com nós mesmos, com nossas ambivalências e nossos medos, resultando em constantes jogos de forças opostas. Este projeto foi contemplado pelo programa Aluno–Artista da Unicamp.

Dia 10/7, quarta, às 18h30. Livre

Local: Área de Convivência. Grátis.

LANÇAMENTO – NA TRILHA DO BOI FALÔ

(Campinas/SP, 2019, 27 min. Direção: Caue Nunes). “Na Trilha do Boi Falô” narra a relação entre o escravo Toninho e o Barão Geraldo de Rezende, que dá nome ao distrito campineiro. O documentário procura identificar os contextos onde a lenda é transmitida e como ela se relaciona com a questão racial brasileira.

Dia 10/7, quarta, às 19h30. 14 anos

Local: Teatro. Grátis.

* Retirada de ingressos limitados na Ilha de Atendimento no dia da atividade.

DIA 11/7 | quinta-feira

MANDRÁGORA

Os violonistas Daniel Sarkis e Jorge Brasil formaram o Mandrágora no ano de 1999, em Brasília. Sua música se caracteriza como uma fusão entre diversos estilos e influências musicais, tais como música instrumental moderna, música latina e world music.

Dia 11/7, quinta, às 20h30. 14 anos.

Local: Teatro.

Valores: R$ 5,00 [trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes (Credencial Plena)], R$ 8,50 [aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante] e R$ 17,00 [demais interessados].

Ingressos à venda no portal sescsp.org.br/campinas e nas bilheterias das unidades.

DANÇANDO, VESTINDO E OUTROS SENTIDOS

Partindo de um questionamento sobre a identidade feminina, o grupo Morganas busca traçar caminhos de ocupação de espaços através da linguagem da performance. Explorando a corporalidade do vestir, seus corpos vão sendo ressignificados por texturas, estados e qualidades. Dança-se em busca da essência dos espaços e de si mesmas, para assim refletir e gerar reflexão sobre o auto-olhar e o corpo feminino no ambiente. Este projeto foi contemplado pelo programa Aluno–Artista da Unicamp.

Dia 11/7, quinta, às 19h. Livre.

Local: Área de Convivência. Grátis.

DIA 12/7 | sexta-feira

 NOS PAÍSES DE NOMES IMPRONUNCIÁVEIS

Com Stella Tobar e Antonio Salvador. O espetáculo é construído a partir de cartas de despedida, nas quais três mulheres iniciam uma viagem sem volta. A dramaturgia, de Paula Autran, versa sobre a livre circulação entre os diferentes países do mundo (ainda que alguns sejam imaginários) e da possibilidade de comunicação entre osdiferentes povos.

Dia 12/7, sexta, às 20h. 16 anos.

Local: Teatro.

Valores: R$ 5,00 [trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes (Credencial Plena)], R$ 8,50 [aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante] e R$ 17,00 [demais interessados].

Ingressos à venda no portal sescsp.org.br/campinas e nas bilheterias das unidades.

ÉTICA PROFISSIONAL NO SERVIÇO SOCIAL

Bate-papo com Priscila Fernanda Gonçalves Cardoso. Professora Adjunta da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP – curso de Serviço Social. Possui graduação, mestrado e doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Autora do livro “Ética e Projetos profissionais: os diferentes caminhos doServiço Social no Brasil” e de textos sobre família, trabalho com família, metodologia, ética e serviço social. Pesquisadora na área do Trabalho Profissional em Serviço Social e líder do Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Ética e Trabalho Profissional – NEPETP – certificado como diretório do CNPq.

Dia 12/7, sexta, às 14h. 14 anos.

Local: Sala de Atividades 4. Grátis.

DIA 13/7 | sábado

 MODA DE ROCK TOCA LED ZEPPELIN

Os violeiros Ricardo Vignini e Zé Helder mandam ver com as adaptações de clássicos do rock e, em especial, da banda britânica Led Zeppelin para a viola caipira.

Dia 13/7, sábado, às 16h30. Livre.

Local: Área de Convivência. Grátis.

* Com assentos limitados na plateia.

DIA 14/7 | domingo

 

PÉS DESCALÇOS

https://www.youtube.com/watch?v=WU5c4gVs4lo

Com Cia. Morpheus Teatro. A história narra o encontro de um menino e uma menina e da criação de um mundo que eles são capazes de construir dentro de um simples tanque de areia. Um mundo sem muros e com os pés descalços. É um espetáculo de teatro de animação que fala, de forma simples, da beleza do encontro e da aceitação do outro.

Dia 14/7, domingo, às 16 horas. Livre.

Local: Teatro.

Valores: R$ 5,00 [trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes (Credencial Plena)], R$ 8,50 [aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante] e R$ 17,00 [demais interessados].

Crianças com até 12 anos não pagam ingressos, sendo cobrados somente dos acompanhantes.

Ingressos à venda no portal sescsp.org.br/campinas e nas bilheterias das unidades.

CAPOEIRINHAS

https://www.youtube.com/watch?v=FTrqEpfyKIU

Com Umbuzeiro Arte e Cultura (Giuliana e Fernando Oliveira). Oportunidade de um primeiro encontro entre crianças e a Capoeira Angola enquanto manifestação da cultura afro-brasileira.

Dia 14/7, domingo, das 10h30 às 12h. Livre

Local: Salas de Atividades 4 e 5. Entrada gratuita.

GILBERTO E VIOTTO

Com três álbuns gravados, a dupla campineira apresenta repertório tradicional caipira com composições próprias e clássicos.

O evento faz parte do projeto Acorda Viola, onde músicas e causos oferecem ao público momentos para ouvir, respirar e sentir a cultura caipira.

Dia 14/7, domingo, às 10h. Livre.

Local: Área de Convivência. Grátis.

“NEM ASAS PELOS ARES”, DE LIA D’ASSIS

A professora e escritora residente em Campinas Lia D’Assis põe seus poemas na roda e comenta suas principais referências, seus motivos e o processo de escrita e publicação do livro. O evento faz parte do projeto Poesia na Roda, onde poetas e escritores locais vem ao Sesc para a leitura coletiva e comentários sobre seus processos criativos, motivos e referencias na escrita.

Dia 14/7, domingo, das 16h às 18h. 14 anos.

Local: Biblioteca. Grátis.

LEAVE A REPLY