SHARE

Quantidade deve ser comercializada apenas nos últimos 15 dias antes da data que representa cerca de 16% das vendas anuais da floricultura nacional. Com a ajuda da campanha “Ser mãe é criar um mundo melhor”, veiculada nas redes sociais e pontos de venda para incentivar os filhos a presentearem as suas mães com flores, espera-se um aumento de 12% sobre o faturamento da data em 2021, quando foram comercializadas cerca de 20 milhões de unidades. A Cooperativa Veiling é uma das mais importantes do país e reúne cerca de 350 produtores de flores e plantas ornamentais.

De olho na data mais importante para a floricultura nacional, por representar 16% do faturamento anual do setor, os produtores de flores e plantas ornamentais de Holambra apostaram em 2022 e a maioria aumentou a produção para o atendimento do previsível crescimento da demanda. A Cooperativa Veiling, que reúne cerca de 350 produtores, espera vender, apenas nos 15 dias que antecede a data, 20 milhões de unidades. Financeiramente, esse volume representa 12% a mais no faturamento do Dia das Mães do ano passado (2021).

Embora rosas, orquídeas, kalanchoes, lírios, bromélias etc. figurem sempre entre as flores e plantas mais requisitadas na data, há opções para os diferentes gostos. E, ainda, é oferecido um grande leque de produtos e preços que cabe, perfeitamente, em qualquer orçamento. “Ainda sob os efeitos da pandemia e do cancelamento e adiamento dos eventos, a produção das flores de corte – rosas, alstroemérias, gérberas, flores do campo – ainda não chegou aos patamares do início de 2020. Por isso, a oferta, certamente, ainda é menor do que a demanda para a data”, lembra Jorge Possato, CEO da Cooperativa

No entanto, como na pandemia muita gente aproveitou para melhor cuidar de seus jardins, as opções de presente foram ampliadas, tornando as plantas verdes presentes atrativos, que agradam em cheio quem também se acostumou a incluir vasos – delicados ou exuberantes – na decoração.

LEAVE A REPLY