SHARE

Marise Marra faz show gratuito nesta quinta (12) às 20h30 no Sesc Campinas. A artista se reinventa no lançamento do terceiro disco de sua carreira, Funny Love, mesclando hard rock com pop, MPB, funk, folk e drum’n’bass. A obra, até o momento, a mais eclética da carreira da guitarrista, cantora e compositora Marise Marra, promete agradar a velhos e novos fãs. Por suas 11 faixas desfilam riffs poderosos e solos de guitarra impressionantes, com uma sonoridade genuinamente roqueira temperada com elementos do pop, MPB, funk, folk e drum’n’bass. Entrada franca.

Trazendo músicas cantadas em português e em inglês, Funny Love foi gravado no renomado estúdio Norcal (São Paulo) e traz convidados especiais como o conceituado violoncelista Jonas Moncaio (Burning Like a Star), a cantora lírica Dadá Cyrino (Crazy, Flying High e backing vocal em As Letras da Sua Camiseta), o baterista Daniel Gohn (todas as faixas) e o baixista Raoni Passeto (Bird). Com cerca de 50 minutos de duração, o álbum tem início com o dançante folk rock Funny Love, que empresta o nome ao disco, seguido por Amor Bandido, um funk rock com um elaborado e brilhante solo de guitarra. A terceira faixa, Ilhado, um pop rock vibrante munido de um riff inspirado e um refrão hipnotizante, antecede Burning Like a Star, um brit rock em que o violoncelo se mistura com perfeição às guitarras, baixo e violão de aço executados por Marise. As Letras da Sua Camiseta, um rock fortemente influenciado por MPB e Lenny Kravitz, é seguida pela hipnótica e sonhadora Via Láctea, na qual tensão e alívio se misturam quando uma base pesada serve de contraponto para uma melodia doce, atingindo o ápice com outro solo de guitarra arrepiante. Já a tranquila Ele É Rock Ela É Bossa conta com um timbre vintage, aproximando-se de uma balada, e precede o vertiginoso pop rock Bem Devagar, a última canção em português da obra. Crazy e Flying High têm os vocais comandados por Dadá Cyrino e, enquanto a primeira é um envolvente rock’n’roll drum’n’bass com forte influência da dance music, a segunda é um autêntico hard rock com riffs e solos poderosos. O disco é encerrado em alto estilo com Bird, uma surpreendente faixa instrumental de rock fusion repleta de virtuosismo na execução.
Além de assinar a produção de Funny Love ao lado do produtor norte-americano Brendan Duffey (Linkin Park, Dream Theater, Angra, Kiko Loureiro, entre outros), Marise ainda é responsável por todas as composições (algumas letras em parceria com Cabeto Rocker e Willian Figueiredo), arranjos, vocais, guitarras, violões e baixo (com exceção da faixa Bird, em que o baixo é executado por Raoni Passeto). Funny Love está sendo lançado pelo selo Amellis Records (SP), com distribuição da Tratore.

LEAVE A REPLY