SHARE

Mais uma vez, a Prefeitura de Campinas vai manter 14 Centros de Saúde (CSs) abertos no final de semana para atender pessoas com sintomas respiratórios e gripais. As unidades funcionarão no sábado, dia 27 de março, e no domingo, dia 28 de março, das 7h às 17h.

O atendimento é exclusivo para pessoas com quadros suspeitos de Covid. O objetivo é reduzir a procura nos Prontos-Socorros e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Rede Mário Gatti.

Entre os Centros de Saúde estão: o Perseu Leite de Barros; o Vicente Pisani Neto (Satélite Íris 2); o Floresta; o São Marcos; o Aurélia; o Costa e Silva; o São Quirino; o Capivari; o Santo Antônio; o Vista Alegre; o Campo Belo; o Vila Ipê; o São José; o São Bernardo.

Nos dias 20 e 21 de março, primeiro final de semana em que foi adotada a estratégia, foram atendidos 2.015 pacientes com sintomas suspeitos de Covid nestes CSs.

Com a avaliação positiva dessa medida, a Secretaria de Saúde resolveu mantê-la no próximo final de semana. Segundo a diretora municipal de Saúde, Deise Fregni Hadich, o funcionamento dos CSs deixou os Pronto Atendimentos e os Pronto-Socorros menos sobrecarregados e livres para receberem os casos mais graves.

“Todos os casos considerados graves que foram atendidos nos 14 Centros de Saúde foram removidos pelo Samu para atendimento em ambiente hospitalar”, esclareceu a diretora.

Onde procurar atendimento

A Secretaria de Saúde esclarece que pessoas com sintomas respiratórios e gripais devem procurar atendimento primeiramente nos Centros de Saúde para avaliação e, se necessário, fazer exame específico para Covid-19, que será agendado na própria unidade básica.

De acordo com a médica infectologista Valéria de Almeida, do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) de Campinas, a infecção pelo novo coronavírus pode causar tanto quadros leves quanto quadros graves.

“As pessoas costumam prestar mais atenção nas notícias de quadros graves, nos quais os pacientes evoluem com falta de ar e precisam de ventilação mecânica e intubação. No entanto, este é um vírus respiratório que pode causar quadros leves. A pessoa pode também ter apenas uma coriza, nariz escorrendo, uma tosse, a garganta raspando ou quadros como uma sinusite, uma inflamação na garganta”, explicou.

Por isso, de acordo com Valéria, qualquer pessoa que tiver estes sintomas precisa procurar atendimento médico para fazer o exame específico para detectar o vírus. “Com estes sintomas, uma pessoa é capaz de transmitir o vírus para outras desde dois dias antes do início dos sintomas até dez dias depois dos primeiros sinais. Por isso que é importante procurar atendimento médico o quanto antes”, completou.

LEAVE A REPLY