SHARE

A Prefeitura de Campinas, por meio de uma parceria entre a Secretaria do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SVDS), a Emdec e o Congeapa (Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental de Campinas), executou, na manhã desta quinta-feira, 18 de junho, a instalação de mais três placas de sinalização nas principais vias de acesso à APA de Campinas.

As vias que receberam os equipamentos são as avenidas Isaura Roque Quércia (Mackenzie) e Antonio Carlos Couto de Barros (altura do Clube Cultura Artística) e a ponte (desativada) sobre o Rio Atibaia, que dá acesso ao distrito de Joaquim Egídio.

 

Já estão sinalizadas também, no bairro Carlos Gomes, as estradas no entorno da APA que fazem divisas com os municípios de Jaguariúna, Pedreira e Morungaba.

 

O objetivo é instalar, pelo menos, 12 placas informativas em pontos estratégicos na região para conscientizar população e visitantes de que trata-se de uma porção especial do município, ambientalmente protegida, uma Unidade de Conservação (UC).

 

Educação Ambiental

 

Segundo a presidente do Congeapa, Cláudia Esmeriz, a instalação das placas integra o plano de educação ambiental e de comunicação do colegiado, que quer ampliar o conhecimento da população sobre o significado de uma APA.

 

A APA de Campinas é uma Unidade de Conservação de uso sustentável, ou seja, a área não é intocável e muitas atividades podem ser desenvolvidas. Para isso, temos o Plano de Manejo, entregue pela Prefeitura no ano passado, uma ferramenta técnica poderosa que embasa o que pode e o que não pode ser feito na região”, afirma Esmeriz.

 

APA

 

A Área de Proteção Ambiental (APA) de Campinas, instituída pela Lei Municipal n° 10.850/2001, é uma Unidade de Conservação de Uso Sustentável que tem dentre seus objetivos a proteção dos mananciais de água e a disciplina do ordenamento territorial na área, visando garantir a qualidade de vida e harmonizar as atividades da população, em meio urbano ou rural.

 

A APA de Campinas abrange aproximadamente um terço do território, incluindo os distritos de Sousas e Joaquim Egídio e os bairros Núcleo Carlos Gomes, Chácaras Gargantilha e Jardim Monte Belo. Para a secretária do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Struchel, a função da sinalização implantada na APA de Campinas, assim como já foi feito na APA do Campo Grande, é contribuir para o processo de sensibilização da sociedade para a importância da conservação do ambiente natural em uma APA.

 

Segundo Struchel, o grande número de acessos e a complexa malha de estradas e trilhas geram a necessidade de uma boa sinalização para orientar visitantes e demais usuários.

 

Uma boa sinalização é fundamental para que o uso público se dê de maneira segura e pouco impactante, garantindo o cumprimento dos objetivos legais de uma APA e permitindo que se agreguem outros atores nos esforços de conservação da área protegida”, declarou.

 

Plano de Manejo

 

A instalação das placas também faz parte do Programa de Educação Ambiental e Educomunicação, estabelecido no Plano de Manejo da APA de Campinas. O projeto de fabricação e colocação das placas foi desenvolvido pela Emdec, com orientação da SVDS.

 

Conheça mais sobre a APA de Campinas e as outras Unidades de Conservação do município em http://www.campinas.sp.gov.br/governo/meio-ambiente/conservacao-da-natureza.php .

LEAVE A REPLY