SHARE

O uso de plantas medicinais na forma de chás é uma tradição em todo o mundo, registros históricos datam o consumo dessa bebida há pelo menos 2.500 antes de Cristo por diversas civilizações. Segundo pesquisa da Europass Monitor, o consumo per capita de chás cresceu 53% entre 2010 e 2019, e atualmente é uma das bebidas mais ingeridas, ficando atrás apenas da água.

Muitos chás apresentam propriedades terapêuticas e auxiliam na prevenção e no tratamento de diversas doenças, porém o seu uso deve se dar de maneira segura, já que se utilizado incorretamente pode trazer malefícios à saúde humana. Para auxiliar no uso correto de plantas medicinais na forma de chás, os professores do curso de Farmácia do Centro Universitário Internacional Uninter, Vinícius Bednarczuk de Oliveira e Patrícia Rondon Gallina listaram algumas dicas.

  1. Dê preferência para plantas a granel ao invés de sachês, a chance de adulteração e misturas é menor e você vai consumir uma bebida de melhor qualidade;
  2. Utilize sempre plantas que você conheça a procedência, evite coletar plantas medicinais junto a locais que possam ter recebido agrotóxicos ou perto de estradas, estacionamento de veículos, lixo ou locais poluídos, pois a planta pode estar contaminada;
  3. Evite misturar plantas diferentes no mesmo chá, existem poucos estudos sobre a interação entre as plantas medicinais;
  4. Ao realizar um tratamento com medicamentos de uso contínuo, procure seu médico ou farmacêutico, e pergunte se existem problemas no uso com chás. Algumas plantas podem influenciar no efeito do medicamento, diminuindo ou potencializando o efeito terapêutico;
  5. Não substituir o consumo de água pelo uso de chás, nenhuma bebida é capaz de substituir o uso da água;
  6. Gestantes devem ser orientadas por um profissional da saúde habilitado sobre o uso de chás, principalmente no primeiro trimestre de gravidez;

LEAVE A REPLY