SHARE

 

caro grande.jpg

Dia 12/12 – quinta – 19 horas

 

Depois de muita pesquisa, entrevistas e até a releitura de uma das obras do artista, o documentário em homenagem à Bernardo Caro terá seu evento de estreia em Campinas. Com o nome de “Caro, Bernardo”, o filme mostra toda a influência cultural trazida por ele para Campinas.  Para Lucas Silveira e Rauany Farias, diretores do filme, o documentário tem intenção de criar uma experiência forte o suficiente para despertar memórias ligadas ao Bernardo. O projeto é produzido pela Habitante Filmes e conta com o apoio da Secretaria de Cultura de Campinas com financiamento pelo edital municipal de cultura, o FICC (Fundo Investimento Culturais de Campinas). Haverá uma recepção com exposição de obras de Bernardo Caro, além da exibição do documentário, seguido de um bate-papo com os realizadores do projeto.

Sobre Bernardo Caro

Bernardo Caro nasceu em Itatiba em 1931 e residiu em Campinas desde 1933. Foi pintor, gravador, desenhista, escultor, cineasta, fotógrafo, educador e professor. Lecionou em colégios e universidades e suas obras foram expostas em importantes bienais nacionais e internacionais. Atuou com expressão na região, sendo um dos fundadores do Instituto de Artes da Unicamp e o dirigindo de 1987 a 1990. Foi também chefe de departamento na PUC-Campinas e coordenador do curso experimental de arte moderna do Macc. Sua obra "Sempre" participou da 13ª Bienal de São Paulo em 1975 e depois foi exposta em Campinas, onde completou seu ciclo após gerar reflexões e debates acerca de nossa existência e de nossa relação com a arte.

LEAVE A REPLY