SHARE

<!– wp:paragraph –>
<p>Com as celebrações da semana santa chegando, as entidades que
organizam as atividades religiosas de um dos momentos mais importantes
do ano para os católicos, já começaram a cancelar ou modificar eventos
tradicionais.</p>
<!– /wp:paragraph –>

<!– wp:paragraph –>
<p><br> O próprio Vaticano soltou uma nota readequando inúmeras atividades a fim de controlar as aglomerações em tempos de coronavírus.</p>
<!– /wp:paragraph –>

<!– wp:paragraph –>
<p><br>
Aqui no Brasil, o governo de Pernambuco saiu na frente e adiou para
setembro a temporada 2020 da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, que
seria realizada de 4 a 11 de abril. Esta será a primeira vez em 53 anos
de história que o espetáculo deixará de ser realizado na Semana Santa.</p>
<!– /wp:paragraph –>

<!– wp:paragraph –>
<p><br> O evento movimenta a economia local e o turismo já que milhares de fiéis viajam à cidade para assistir às celebrações.</p>
<!– /wp:paragraph –>

<!– wp:paragraph –>
<p>Em
Brasília, um dos eventos mais tradicionais da cidade desta época do ano
também foi adiado. A Via Sacra de Planaltina, que acontece numa cidade
satélite do Distrito Federal, foi cancelada, ainda sem data para
acontecer.&nbsp;Em 2019, de acordo com a Polícia Militar do DF, 15 mil pessoas assistiram à encenação.</p>
<!– /wp:paragraph –>

<!– wp:paragraph –>
<p>Em
nota, a&nbsp; CNBB, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, afirmou que
vai seguir a linha do Vaticano, que decidiu cancelar os solenidades
presenciais para comemoração da Páscoa. Os fiéis serão informados do
horário de início das celebrações, para que possam se unir na oração em
suas casas.</p>
<!– /wp:paragraph –>

<!– wp:paragraph –>
<p>Os meios de comunicação e redes sociais poderão ser parceiros nessas iniciativas.</p>
<!– /wp:paragraph –>

<!– wp:paragraph –>
<p> Beatriz Albuquerque – Agência Brasil</p>
<!– /wp:paragraph –>

Remover imagem destacada

LEAVE A REPLY