SHARE

A nova Arena da Ponte Preta poderá ser construída no Jardim Eulina. O projeto apresentado aos conselheiros do clube campineiro no final de junho está em fase de análise e aprovação pela diretoria. O estádio terá capacidade para 22.204 pessoas, com orçamento estimado em R$ 360 milhões. A previsão para começar a obra é início de 2020.


Com fotos e vídeos revelados durante o encontro, o conselheiro Eduardo Lacerda exaltou a força da torcida da Ponte, sua força de marca e o potencial do novo espaço. “Todos nós temos um grande carinho, respeito e amor pelo Majestoso, porém chegou a hora da Ponte Preta dar mais um passo importante em sua história e se consolidar como um dos grandes clubes brasileiros” – afirmou Lacerda.
A obra não vai gerar nenhum custo à Ponte Preta. A construção será bancada por investidores e os recursos serão provenientes única e exclusivamente da iniciativa privada, sem qualquer aporte de dinheiro público, apoio ou isenções da Prefeitura de Campinas. A empresa PluriSport, especializada em estudos de impacto econômico e financeiro de empreendimentos significativos, como exemplo a Arena Allianz Parque, está a serviço do projeto e trabalha em análise especia­lizada que tem como objetivo assegurar a viabilidade técnica do empreendimento.
Estádio moderno

A nova arena da Ponte seguirá os padrões internacionais contemplando estacionamento com capacidade para 2.231 veículos. O complexo prevê ainda a adoção de naming rights (direito de nome) e a construção de centro de convenções, museu e um complexo preparado para receber eventos de pequeno, médio e grande porte, com o intuito de incluir a cidade de Campinas no circuito nacional e internacional de grandes espetáculos.
Com a proposta de impactar positivamente a região e tornar-se também atração turística, a nova arena contará com uma infraestrutura completa. Serão 24 lanchonetes e 36 sanitários distribuídos por todos os setores. Além disso, o estádio será todo acessível e ­atenderá as recomendações do caderno de encargos da FIFA. O complexo estará preparado para a realização de grandes eventos e shows, com acústica adequada para a realização de espetáculos culturais. Os camarotes serão equipados com sala de estar, ar-condicionado, TV e frigobar.


Para a imprensa esportiva, serão 16 cabines, com infraestrutura moder­na e racionalizada.
O local da definido para futura arena (ainda em fase de aprovação do projeto) é onde hoje funciona o Centro de Treinamento da Ponte Preta, próximo à Via Anhanguera, no Jardim Eulina.

LEAVE A REPLY